terça-feira, 14 de setembro de 2010

Morre Hoje - filho do fundador da TV Record, Paulo Machado de Carvalho Filho

Ele era filho de Paulo Machado de Carvalho, que dá nome ao estádio do Pacaembu e foi criador da Rede de Emissoras Unidas de Rádio e Televisão, embrião do que hoje é a Rede Record.

Ele era filho de Paulo Machado de Carvalho, que dá nome ao estádio do Pacaembu e foi criador da Rede de Emissoras Unidas de Rádio e Televisão, embrião do que hoje é a Rede Record.

Segundo o site da Associação dos Pioneiros, Profissionais e Inventivadores da Televisão Brasileira, ele começou a trabalhar com o pai aos 16 anos.

Paulo Machado de Carvalho Filho, que morreu nesta terça-feira em São Paulo
Carvalho Filho trabalhou na Rádio Panamericana, que depois virou Jovem Pan, e foi diretor da Rádio e TV Record entre 1952 e os anos 90, quando as ações das emissoras foram vendidas para o grupo do bispo Edir Macedo.

Nesse período, foi responsável pela contratação de artistas, implantação de programas e planejamento da grade.

Ele estava à frente da emissora quando foram ao ar programas como "Família Trapo", "Jovem Guarda" e "O Fino da Bossa" e os Festivais Musicais da Record.

O empresário, que também foi presidente da Abert (Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão) entre 1980 e 1982, foi responsável pela vinda ao Brasil de nomes como Louis Armstrong, Nat King Cole e Sammy Davis Jr.

O velório ocorre no Cemitério do Morumbi, na zona oeste São Paulo. O enterro será amanhã às 10h no mesmo local.

Segundo o site da Associação dos Pioneiros, Profissionais e Inventivadores da Televisão Brasileira, ele começou a trabalhar com o pai aos 16 anos.

Paulo Machado de Carvalho Filho, que morreu nesta terça-feira em São Paulo
Carvalho Filho trabalhou na Rádio Panamericana, que depois virou Jovem Pan, e foi diretor da Rádio e TV Record entre 1952 e os anos 90, quando as ações das emissoras foram vendidas para o grupo do bispo Edir Macedo.

Nesse período, foi responsável pela contratação de artistas, implantação de programas e planejamento da grade.

Ele estava à frente da emissora quando foram ao ar programas como "Família Trapo", "Jovem Guarda" e "O Fino da Bossa" e os Festivais Musicais da Record.

O empresário, que também foi presidente da Abert (Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão) entre 1980 e 1982, foi responsável pela vinda ao Brasil de nomes como Louis Armstrong, Nat King Cole e Sammy Davis Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário