terça-feira, 1 de junho de 2010

Escritor Wilson Bueno morreu hoje

Escritor que morreu hoje: Wilson BuenoMorre hoje o escritor Wilson Bueno. Ele foi encontrado morto em sua casa, em Curitiba, nesta terça-feira (1º), segundo informações de sua editora, a Planeta Brasil.

Segundo informações da editora, um irmão de Bueno, que cuidaria dos negócios do escritor que morreu, ligou às 3h desta terça para informar que o escritor teria sido morto com uma facada.

A polícia, de acordo com a editora, ainda não sabe o que aconteceu, mas estaria desconfiando de assalto.

A principal obra de Bueno é "Mar paraguayo", de 1992, escrito em "portunhol", uma mistura de espanhol, português e guarani, onde se conta a vida de uma sofrida mulher e "el viejo".

Pela editora Planeta ele publicou "A copista de Kafka", "Amar-te a ti nem sei se com carícias" e "Cachorros do céu". O escritor tinha entregue ainda um original, ainda inédito, chamado "Mano, a noite está velha", ainda sem data para publicação.


Livros do escritor Wilson Bueno (obras publicadas):

Bolero’s Bar (Curitiba: Criar Edições, 1986)
Manual de Zoofilia (Florianópolis, Noa Noa, 1991)
Ojos de água (Argentina: El Território, 1992)
Mar Paraguayo ( São Paulo: Iluminuras, 1992)
Cristal (São Paulo: Siciliano, 1995)
Pequeno tratado de brinquedos (São Paulo: Iluminuras, 1996)
Medusario-Mostra de poesia latino americana ( Antologia, México: Fondo de cultura econômica, 1996)
Os chuvosos (Curitiba: Tigre do Espelho, 1999)
Meu Tio Roseno, a cavalo (São Paulo: Editora 34, 2000)
Amar te a ti nem sei se com caricias (São Paulo: Editora Planeta, 2004)
Cachorros do Céu (livro de São Paulo: Editora Planeta, 2005)
Diário Vagau (Curitiba, Travessa dos Editores, 2007)
Canoa Canoa (Argentina: Verbena Edicciones, 2007)

g1 (link)

Nenhum comentário:

Postar um comentário