quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Herdeira da Johnson & Johnson morre aos 30 anos


A herdeira da gigante farmacêutica Johnson & Johnson, Casey Johnson, morreu aos 30 anos de idade em Los Angeles, nesta segunda-feira.

Segundo o jornal "Los Angeles Times", o departamento de Polícia de Los Angeles disse que Casey foi declarada morta por paramédicos que atenderam a um chamado em sua casa, no bairro de Beverley Grove.

Investigações iniciais apontam para morte por causas naturais, mas um relatório final de toxicologia será preparado pela polícia, ainda segundo o jornal.

A socialite, que era abertamente gay, aparentemente estava noiva da modelo, cantora e celebridade de TV Tila Tequila, tida como a artista mais popular - com o maior número de acessos - do site de música e relacionamentos MySpace.

Twitter

A morte foi anunciada inicialmente por Tila em sua página no site de mensagens Twitter. “Todos, por favor, rezem por minha ‘esposinha’ Casey Johnson”, dizia a mensagem. “Ela morreu. Obrigada a todos pelo amor e apoio, mas estarei fora da rede para estar com a família.”
Nesta terça-feira, a última mensagem na página de Tila dizia: “Descanse em paz meu anjo. Você estará para sempre em meu coração. Eu te amo tanto e nós nos casaremos quando eu te encontrar no céu, minha ‘esposinha’”.

Casey, que deixa uma filha pequena, Ava, era tataraneta do fundador da Johnson & Johnson e filha de Robert Wood Johnson, dono do time de futebol americano New York Jets. Johnson fez colegial com Paris Hilton e chegou a declinar um convite para atuar com a socialite na série americana "The Simple Life", da rede MTV.

A série acabou tornando famosa a também socialite Nicole Richie, filha do cantor Lionel Richie, que atuou ao lado de Hilton no programa.

Casey disse em uma entrevista à revista "Vanity Fair", em 2006, que a decisão foi “o erro mais estúpido” de sua vida.

Via UOL Economia

Nenhum comentário:

Postar um comentário